Como um controlo de pragas digital minimiza riscos na indústria alimentar?

Notícia

Revista iAlimentar conversa com a Diretora Técnica da Anticimex, Joana Mateus, sobre o inovador sistema digital de controlo de pragas Anticimex SMART

A indústria alimentar é um dos setores que enfrenta requisitos legais cada vez mais rígidos e uma crescente pressão para cumprir rigorosos padrões de segurança alimentar. Hiper e supermercados, entre outros negócios do retalho alimentar, não são exceção.

Riscos no âmbito da segurança alimentar podem ser apresentados em qualquer parte da cadeia de abastecimento, desde a produção até ao transporte e durante o armazenamento e processamento em loja.
Nesse sentido, a transparência para com os clientes e consumidores em cada passo do processo será crucial. Não cumprir com as regulamentações e práticas de higiene pode prejudicar o presente e futuro dos negócios, principalmente o deste setor que é um dos mais relevantes para o desenvolvimento de pragas. O setor alimentar, só por si, fornece às pragas uma das principais fontes para a sua sobrevivência – alimento - e, perante este cenário, é importante ressalvar a extraordinária taxa de reprodução e sobrevivência que estas pragas apresentam.

A sustentabilidade é outro tópico que está atualmente no topo das preocupações da maioria das empresas, mais ainda nas empresas deste setor que precisam de limitar o desperdício alimentar e cumprir com as mais variadas regulamentações existentes no âmbito da segurança alimentar.

Todos os anos, os murídeos (vulgo ratos) contaminam e destroem alimentos em todo o mundo, suficientes para alimentar 200 milhões de pessoas. A relação entre o desperdício e a recolha de alimentos é frequentemente ignorada, embora a contaminação biológica por pragas seja uma das mais comuns por detrás da destruição de produtos.

Resolver uma infestação leva tempo e o dano causado ao negócio pode
ser substancial. As pragas mais frequentes nestes estabelecimentos são murídeos (ratos), baratas, insetos voadores, insetos de produtos armazenados, entre outros. Em todos os casos, a deteção deste problema por parte de clientes pode causar sérios problemas à reputação da empresa, tendo um impacto direto nos resultados do seu negócio.

A importância de seguir rigorosamente as regras de segurança alimentar, evitando a contaminação cruzada e assegurando que os produtos estão livres de pragas, como vetores de doenças e/ou que causam dano na qualidade do produto, torna-se imperativa.

Quando é necessário enfrentar o problema, a assistência profissional é essencial, uma vez que uma ação rápida e eficaz pode evitar que as instalações tenham de fechar e a produção parar. No entanto, as ações preventivas são sempre a melhor solução para se evitar infestações generalizadas e a forma de termos do nosso lado indicações do que possa estar errado numa determinada instalação.

Dado que a transformação digital continuará a acelerar os negócios no âmbito da indústria alimentar, as operações de produção alimentar automatizadas, ligadas em IoT e impulsionadas por dados, permitem
aos produtores de alimentos manter-se à frente da sua concorrência. A IoT está a conduzir uma revolução digital no controlo de pragas, permitindo uma conectividade com as armadilhas e uma monitorização contínua 24 horas por dia, 7 dias por semana nas instalações onde se encontram instaladas.

Uma solução digital que permita às empresas agir rapidamente e lidar
com potenciais problemas, antes destes se transformarem em questões dispendiosas, através de alertas imediatos e uma monitorização 24/7, será o futuro do controlo de pragas no setor alimentar.

Hoje, a maioria das soluções de controlo de pragas depende de inspeções físicas periódicas, muitas das vezes definidas sem qualquer critério. Um sistema inteligente, com um controlo contínuo e resposta imediata, permite-nos seguir a situação em tempo real através da recolha de dados 24h por dia, prevenindo assim o desenvolvimento de pragas numa determinada instalação.

Além disso, este tipo de sistema respeita o meio ambiente, uma vez que, para além de não utilizar produtos tóxicos, a gestão da atividade de pragas e a manutenção dos equipamentos são feitas de forma totalmente remota, o que permite ao técnico de controlo de pragas deslocar-se às instalações do cliente apenas quando estritamente necessário, reduzindo desta forma as emissões de CO2.

Através da instalação de um sistema Anticimex SMART é possível agir rapidamente, através de alertas, lidando assim com os possíveis problemas antes de se transformarem em situações graves para o setor em causa. Além disso, a grande maioria das pragas, devido à sua bioecologia, são peritas em esconder-se em locais de difícil acesso e deteção. Através dos sensores inovadores deste tipo de equipamentos, é possível detetar atividades nos lugares mais remotos.

Existe também a possibilidade de monitorização e captura múltipla de insetos rastejantes e voadores, nomeadamente de baratas e traças, no interior das instalações e de forma 100% ecológica. Para além desta solução, o sistema Anticimex SMART também permite uma monitorização eficaz e em tempo real de murídeos nos locais mais remotos e considerados, aos olhos técnicos, como invisíveis. São alguns exemplos destes locais as zonas técnicas, tetos falsos, chãos falsos, quadros elétricos e muitas outras áreas de difícil acesso e de grande relevância para controlo e monitorização desta praga. Para além desta monitorização 24/7, o sistema realiza também capturas de roedores de forma 100% ecológica e com um elevado nível de eficácia, tanto no interior como no exterior das instalações, assim como nos próprios sistemas de esgotos.

Com uma monitorização constante, consegue-se reagir imediatamente ao problema, evitando infestações dispendiosas e de forma ambientalmente amigável. São muitas as vantagens deste controlo constante das instalações, mas a mais importante é a minimização do risco.

Num controlo de pragas tradicional, reativo e sem alertas, há material
danificado e qualidade alimentar comprometida. Ao contrário, no controlo de pragas digital Anticimex SMART, temos alertas imediatos, com uma atuação mais rápida, e um controlo proativo.

Escolher o país

    ligue agora 215 913 019